Transplantes Capilares

Nunca foi tão simples tratar a queda de cabelo! 

A queda de cabelo em Homens e Mulheres de idade adulta é algo natural. Por dia, é possível perder entre 50/100 fios de cabelo. Os nossos fios de cabelo respeitam um ciclo de via e, por isso, tanto crescem como repousam ou caem para que novos fios possam nascer. 

Todos perdemos cabelo. No entanto, quando caem mais do que o habitual é necessário estar atento, pois pode tratar-se de uma situação de alopecia (queda de cabelo transitória ou definitiva). Esta patologia pode ser tratada através de transplantes capilares, que de uma forma natural devolvem os fios de cabelo nas áreas mais calvas, ou por via de outros tratamentos disponíveis na Hairvolution. 

Tipos de queda de cabelo

Existem vários tipos de queda de cabelo, dependendo de pessoa para pessoa, e todos exigem preocupações diferentes: 

Queda ocasional: ocorre apenas em alguns períodos de tempo e deve-se a certas circunstâncias como o pós-parto, o stress, a ansiedade, a mudança de estação, etc. 

Queda hereditária: resulta da falta de nutrientes ou fruto de dietas drásticas. Pode ainda ser consequência de medicamentos ou doenças, como os distúrbios da tiroide.

Nos homens, a queda de cabelo habitualmente resulta da alopecia androgenética (hereditária). Começa na linha do cabelo, as chamadas “entradas”, e estende-se à parte de cima do couro cabeludo. 

Nas mulheres, a situação de perda de cabelo é mais intensa após a menopausa. No entanto, também poderá dever-se a situações de stress, pós-parto, distúrbios hormonais ou problemas na tiroide.

Para ter uma visão mais aprofundada dos tipos de queda de cabelo, descrevemos 4 principais tipos de alopecia: 

  • Deflúvio telogénico: Patologia temporária, resultante de stress, má alimentação, maus hábitos;
  • Alopecia androgenética (calvície): Perda de cabelo localizada, sobretudo na zona frontal;
  • Alopecia areata: Muitas vezes associada a reações autoimunes, que leva ao aparecimento de “peladas”;
  • Alopecia traumática: Resulta de uma infeção fúngica.

Sinais de risco de queda de cabelo definitiva

Existem vários sinais indicativos de que algo não está bem com a sua saúde capilar. Deve estar atento aos sinais e identificá-los, para que possa atuar em conformidade e resolver esse problema. Eis alguns dos sinais de risco:

  • Diminuição da densidade capilar: Quando a queda de cabelo excede o que nasce e ultrapassa o período regular e natural de queda. Sabemos que é natural o cabelo cair em certos períodos sazonais. No entanto, quando ultrapassa esse tempo, deve ter em atenção se a sua densidade capilar continua a diminuir.
  • Existência de peladas: Quando verificar que tem peladas, isto é, áreas sem cabelo, deve recorrer a uma análise de um especialista.
  • Cicatrizes: Aparecimento espontâneo de áreas de cicatriz no couro cabeludo.
  • Rarefação do cabelo: Rarefação do cabelo acompanhada com borbulhas ou descamação. 

Tratar a queda de cabelo

Existem alguns métodos preventivos que ajudam a prevenir a queda de cabelo, em situações em que a calvície ainda não se manifestou. Tais prevenções passam por ter uma boa alimentação, rica em proteínas, vitaminas A, C, E e minerais como o zinco, selénio e ferro. A prática recorrente de exercício físico e a hidratação constante também são métodos que previnem a queda de cabelo. Poderá também evitar o uso de químicos ou submeter os fios de cabelo a temperaturas muito elevadas (como secadores e alisadores). 

Além disso, pode recorrer a tratamentos que ajudam a tratar a Calvície numa fase inicial ou a prevenir situações de queda de cabelo, como a mesoterapia, fotoestimulação ou PRP.

Se a sua queda de cabelo já é algo que tem expressão no seu dia a dia, o que resulta numa baixa autoestima, perda de confiança ou segurança, deverá realizar uma avaliação capilar gratuita, para que lhe possa ser diagnosticado o problema e o respetivo tratamento.

O método mais comum, eficaz e seguro é o transplante capilar, técnica FUE (Follicular Unit Extraction). Neste procedimento, as unidades foliculares são extraídas do próprio couro cabeludo do cliente (zona doadora) e implantadas nas zonas calvas (zonas recetoras), através de pequenas incisões, de forma segura e sem deixar cicatrizes. 

O transplante de cabelo é uma técnica eficaz e segura que se afigura como uma parte do tratamento de algumas doenças capilares. Normalmente, dura entre 6 a 10 horas, não pelo seu risco mas pela sua minuciosidade, dependendo sempre da quantidade de unidades foliculares obtidas. 

O transplante também pode ser efetuado na barba e sobrancelhas tal como no couro cabeludo. 

Faça aqui a sua avaliação capilar gratuita e sem compromisso.